Fonte: OpenWeather

    Live


    CPI da Covid e operação da PF: Wilson Lima se posiciona em live; veja

    O chefe do executivo estadual falou sobre operação sangria e sobre a convocação para depor na CPI da Covid-19

     

    | Foto: Divulgação

    O Governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), fez uma live, na quinta-feira (3), para se posicionar sobre a convocação para depor na CPI da Covid e a Operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal, na quarta (2), da qual foi um dos alvos. O chefe do executivo estadual disse estar "tranquilo" sobre as investigações da operação e que confia no trabalho da Justiça.

    "

    Não há nenhuma prova contra mim de que eu cometi qualquer ato de ilegalidade. Não há nenhuma prova contra mim de que tive qualquer tipo de benefício. Acredito no trabalho da Justiça e, que ao término do processo, a verdade irá prevalecer. Continuo à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos, assim como todo o meu secretariado "

    Wilson Lima, Governador do Amazonas

     

    Em relação à CPI, o governador falou da ação no Supremo Tribunal Federal (STF), movida por chefes do executivo estadual convocados a depor.

    “Ainda há de ser decidida a legalidade que tem a CPI de convocar governadores .Levando em consideração o princípio da independência dos poderes. Isso é importante”, ressalta.

    Política

    Wilson Lima fez questão de ressaltar o que, segundo ele, a convocação representaria em contexto político, dando a entender que existem interesses de opositores a ele, focados nas Eleições de 2022.

    “Tem gente do Amazonas que quer inaugurar o processo eleitoral de 2022 na CPI da Covid. Tem gente que quer que eu vá para CPI, para me atacar. Aí, imagina eu chegar lá, um cara que é investigado pela Lava Jato, delatado pela JBS, tem tantos outros processos para me atacar. Aí, eu pergunto, qual foi a contribuição que essa pessoa deu, que esse Senador deu para salvar vidas no Amazonas? ”, afirmou.  

    Enchente e Auxílio

    Lima também falou sobre as ações que o Governo do Amazonas está tomando com relação ao atendimento da população atingida pela cheia histórica em Manaus e no interior do estado.

    “Eu tive um encontro na terça feira (1º) com o Prefeito David Almeida e destinei R$ 30 milhões para ajudar os nossos irmãos que estão sendo atingidos pela enchente histórica e vamos começar a distribuir na capital o nosso auxílio estadual enchente no valor de R$ 300. Da mesma forma que estamos trabalhando para o interior. E ainda para a capital, estou destinando, além dos 30 milhões, mais 50 milhões para infraestrutura e nosso pacote de obras para o mês de julho com um investimento para este ano algo em torno de meio bilhão de reais”, explica.

    “Nós estamos trabalhando para retomar as atividades econômicas e dar uma condição de geração de emprego e renda. As pessoas precisam de perspectivas”, afirma.   

    Explicações

    Após responder sobre CPI, Operação Sangria, enchente e vacinação, Wilson Lima respondeu os comentários da live e afirmou que vai continuar mantendo a comunicação virtual, sem temores.

    “Eu vou continuar trabalhando. Eu não tenho nada a esconder, devo explicações a vocês. Eu sempre estive aqui, vou continuar. Vou continuar prestando contas do nosso trabalho”, disse.

     Veja a live

       

    Leia mais: 

    Braga e Almeida aliam esforços para implementar obras em Manaus

    Braga pede cuidados redobrados para evitar 3° onda de Covid no AM

    ‘Tenho convicção da minha inocência’, diz Wilson Lima