Fonte: OpenWeather

    Atentado


    Crianças são mortas e professora fica ferida em ataque à escola em SC

    A Polícia Civil confirmou as mortes, o suspeito foi apreendido após o crime

     

    O caso ocorreu no município de Saudades, no Oeste de Santa Catarina
    O caso ocorreu no município de Saudades, no Oeste de Santa Catarina | Foto: Divulgação

    Um jovem de 18 anos invadiu uma creche em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira. De acordo com o Corpo de Bombeiros do estado, três crianças e dois adultos foram mortos. Conforme a Polícia Militar, uma professora e dois alunos morreram no local. As duas outras vítimas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos. Uma quarta criança está recebendo atendimento no hospital.

    Segundo o Tenente Meneguete, do Corpo de Bombeiros de Chapecó, a ocorrência encerrou no local por volta de 12h40.

    "Os atendimentos foram feitos e agora o trabalho será da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias. Todos estamos tristes e abalados psicologicamente com essa ocorrência", afirmou. 

    "A Cre/Copom recebeu diversas ligações informando que um masculino entrou armado de arma branca tipo (facão), na Creche Aquarela Berçário - município de Saudades/SC, diversas ligações pedindo socorro da polícia, que o indivíduo estaria golpeando alunos e professores", informou a PM.

     

    Em nota, a PM informou que o suspeito invadiu a escola, entrou na sala de aula portando a arma e começou a desferir golpes nas pessoas que ali estavam. Moradores ouviram as vítimas gritarem por socorro, entraram na escola e detiveram o jovem. Ele então feriu o próprio pescoço com o facão. Ainda de acordo com a PM, ele foi socorrido no Hospital da cidade vizinha de Pinhalzinho.

    A polícia informou ainda que "segundo populares, o homem relatou ter sofrido bullying, porém não estudou na creche" e acrescentou que não tem "mais informação sobre motivação".

    Conforme a prefeitura, a escola pró-infância Aquarela atende alunos do berçário, de até três anos.

    Governadora em exercício de Santa Catariana, Daniela Reinehr decretou luto oficial de três dias no estado. No Twitter, escreveu: "Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias".

    O governador afastado, Carlos Moisés (PSL), também lamentou o caso na rede social e afirmou que vai trabalhar para o "esclarecimento do episódio".

    "Devastadora a notícia da chacina registrada no município de Saudades vitimando crianças e professores de uma creche na manhã desta terça-feira. Minha solidariedade às famílias, à comunidade escolar e a todos os moradores da acolhedora cidade do nosso Oeste. Todas as energias das forças de segurança da região devem ser empregadas no esclarecimento desse trágico episódio", afirmou.

    Leia mais 

    Estudantes são liberados por suspeita de atentado em escola de Manaus

    Em Manaus, diretor de escola entrega aluno à polícia após ameaças

    Adolescentes são apreendidos após ameaça de bomba em escola de Manaus