Fonte: OpenWeather

    Estupro de vulnerável


    Avô é preso em Presidente Figueiredo por suspeita de estuprar neta

    Crimes de abusos sexuais contra crianças cometidos por familiares tem sido cada vez mais notificados no Amazonas. Veja esse caso:

     

    Delegada Joyce Coelho coordenou a prisão do suspeito
    Delegada Joyce Coelho coordenou a prisão do suspeito | Foto: Erlon Rodrigues

    Manaus (AM) - Crimes de abusos sexuais contra crianças cometidos por familiares tem sido cada vez mais notificados no Amazonas. Dessa vez mais um caso de prisão por esse motivo aconteceu na zona rural da cidade de Presidente Figueiredo, a 117 quilômetros de Manaus. De acordo com a  polícia, o homem suspeito foi preso no quilômetro 122, da rodovia estadual AM-010 e seria o próprio avô da vítima.

    Para efetuar a prisão do suspeito, a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob coordenação da delegada titular, Joyce Coelho, realizou na manhã desta quarta-feira (09), por volta das 9h, o cumprimento do mandado de prisão preventiva, em nome do homem, que tem 56 anos. Ele foi preso pelo crime de estupro de vulnerável, que teve como vítima a própria neta. A menina abusada tinha cinco anos, quando o crime ocorreu em 2016. 

    Leia maisEm mensagens, menina de 10 anos relata estupro que sofreu do avô no AM

    Criança abusada aos cinco anos

    A delegada disse ainda que, na ocasião, a criança foi passar uns dias na casa dos avós, e ao retornar para casa, relatou para sua mãe que estava com dores nas partes íntimas. Desconfiada com a situação, a mãe conversou com a menina e ela relatou os abusos que havia sofrido por parte do avô. Imediatamente a mulher procurou a Especializada e registrou um Boletim de Ocorrência (BO), porém como o homem fugiu, permaneceu em liberdade por todos esses anos.

    No ano do fato, um Inquérito Policial (IP) foi instaurado e, posteriormente, transferido para a 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo. Desde o início da investigação, o homem se evadiu, e não compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos. 

    "

    O mandado de prisão preventiva em nome dele foi expedido no dia 22 de julho de 2020, pelo juiz Roger Luiz Paz de Almeida, da Vara Única da Comarca de Presidente Figueiredo. Nesta quarta, realizamos diligências e encontramos o homem em um sítio no quilômetro 122, da rodovia estadual AM-010. "

    Delegada Protetora de Crianças e Adolescentes, Joyce Coelho

     

    Procedimentos 

    O homem irá responder por estupro de vulnerável, e será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

    Leia mais:

    Em Manaus, pai estuprava filha e mãe pedia segredo da criança