Fonte: OpenWeather

    Com a palavra


    'Queremos criar Orla da Ponta Branca', diz Eduardo Costa

    O candidato a vice-prefeito destaca que, como gestor, aposta em tecnologia para modernizar a capital amazonense e solucionar os problemas de diversas áreas

    | Autor:

    A prioridade da chapa  é melhorar a educação de Manaus, desde os primeiros anos escolares
    A prioridade da chapa é melhorar a educação de Manaus, desde os primeiros anos escolares | Foto: Lucas Silva

    Manaus - Vice-prefeito do candidato Romero Reis (Novo), o contador Eduardo Costa (Novo) tem 35 anos, é manauara, empresário e professor de cursos de graduação e MBA. Apostando pela primeira vez na carreira política, Eduardo e Romero defendem que o foco da chapa majoritária é solucionar os problemas da capital amazonense.

    Em entrevista à Rede Em Tempo de Comunicação, o candidato a vice afirmou que a educação básica em Manaus será uma das prioridades, caso a chapa seja eleita para comandar o poder Executivo. Os candidatos, assim como outros nomes que seguem na disputa, defendem o uso de investimentos para aumentar a quantidade de vagas em creches e a habilitação do sistema cívico-militar. Para o postulante, o prefeito eleito deve atender à educação para elevar o nível educacional de Manaus, frente a outras capitais brasileiras.

    EM TEMPO - Quais são as propostas da chapa para a segurança de Manaus?

    Eduardo Costa - A prefeitura precisa assumir a responsabilidade de também cuidar da segurança da cidade. Apesar de ser uma atribuição que geralmente é dada ao Governo do Estado, que é a quem compete a Polícia Militar e a Polícia Civil, a Prefeitura tem um papel muito importante nesse sentido. O Romero, nosso candidato a prefeito, vem falando sobre a Guarda Municipal armada e treinada há muito tempo. Então, esse é um dos pontos principais, não apenas o único, mas um dos pontos principais das nossas propostas sobre segurança. Nós pretendemos ampliar a Guarda. Além disso, uma das grandes propostas que nós temos, que está conectada com o centro do nosso Plano de Governo, que eu estou ajudando a escrever junto com Romero, é a questão da tecnologia. A nossa segurança precisa ser dotada de tecnologia. 

    O candidato a vice destacou a utilização de tecnologia para modernizar a capital, desde segurança até a infraestrutura
    O candidato a vice destacou a utilização de tecnologia para modernizar a capital, desde segurança até a infraestrutura | Foto: Lucas Silva

    EM TEMPO - De que forma a Prefeitura de Manaus poderia cumprir, caso a chapa seja eleita, para o combate ao crime organizado na capital?

    Eduardo Costa - Nós podemos contribuir de várias maneiras. Existem convênios que a Prefeitura pode fazer com o Governo do Estado. Isso já é feito em outros estados e outras cidades do Brasil, mas sabemos que os policiais militares possuem períodos de folga devido ao horário de trabalho deles, que trabalham em turnos excessivos por conta das rondas. Eles possuem algumas folgas onde eles poderiam atuar nesse sentido, havendo um convênio com a Prefeitura, para fazer algumas patrulha de áreas comerciais. Claro que o crime organizado tem uma dependência maior de ser resolvido por meio do Governo Federal e também do Governo Estadual, mas a Prefeitura pode atuar sim tanto com as câmeras, como a melhora de terrenos baldios. Nós podemos fazer acordos com as pessoas que têm terrenos abandonados e ajudar a resolver, com algum tipo de incentivo.

    EM TEMPO: Qual a proposta da chapa para a educação básica em Manaus?

    Eduardo Costa: A atenção para a educação infantil é crucial. Nós temos o Vale Creche, que nada mais é do que usar a estrutura das escolas privadas para ajudar a suprir as vagas. Apesar de não ser uma ideia inovadora, pois o projeto já foi feito em São Paulo, o nosso partido comprovou que o projeto já  gerou mais de 80 mil vagas. Então, se tem uma criança que está fora da creche pela superlotação da rede municipal, será possível colocá-la em uma unidade particular. A prefeitura vai pagar por isso. Esse período de educação infantil, de 2 a 5 anos, é muito importante para criança, a formação intelectual dela está nesse período. Nesse sentido, a Prefeitura tem um papel fundamental na questão de educação.

    "

    A nossa segurança precisa ser dotada de tecnologia. Esse é o nosso plano de governo, investir com tecnologia "

    Candidato a vice-prefeito, Eduardo Costa, sobre a segurança municipal

    EM TEMPO: A respeito do formato cívico-militar, vocês pretendem copiar esse modelo e trazer para a educação na capital?

    Eduardo Costa: O projeto de escola cívico-militares é um bom projeto, que achamos muito interessante porque tem dado resultado, esse é o motivo. Como nós somos empresários, somos gestores, nosso foco é no resultado. O sucesso de Manaus está na educação, é um aluno que tira nota alta, em provas que medem o conhecimento em leitura e operações matemáticas. Então, o projeto cívico militar já tem funcionado no governo do Estado e em várias cidades do Brasil, aqui em Manaus nós temos exemplos positivos do modelo. Claro, para os alunos do fundamental em um momento posterior, porque para as crianças mais jovens não faz muito sentido, elas precisam de um tipo de educação diferente, mas naquela fase próximos aos 10 anos já é possível implementar esse tipo de escola, que nós achamos muito positiva.

    EM TEMPO: Considerando que a pandemia mostrou o despreparo da saúde para atender a demanda da população, o que a chapa planeja realizar na área da saúde?

    Eduardo Costa: O nosso plano de governo visa trazer eficiência para as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Precisamos fazer a máquina da saúde funcionar bem, com estruturas adequadas, remédios e em horários que favoráveis à população. Temos candidatos na disputa que estão querendo fazer hospitais e cirurgias, mas a nossa saúde básica ainda não se resolveu. Primeiro vamos resolver os problemas básicos para depois cuidar de complexidades. Quem cuida das complexidades é o Governo do Estado e o Governo Federal, e não a parte municipal. Precisamos resgatar o médico da família, que visita a casa da pessoa, que cuida de uma região ao redor da UBS. De novo, trazendo o conceito central do nosso plano de governo: tecnologia e governo digital. Essa é a nossa proposta principal para saúde, fazer as UBS funcionarem sempre.

    "

    Primeiro vamos resolver os problemas básicos para depois cuidar de complexidades. "

    Candidato a vice-prefeito, Eduardo Costa,, sobre planos de gestão para saúde

    EM TEMPO: A respeito do gargalo que é o trânsito da cidade de Manaus. Quais as propostas para trazer uma solução pra esse problema, candidato?

    Eduardo Costa: Nós precisamos ter um estudo de engenharia de trânsito sério, já estamos em contato com consultorias especializadas nesse assunto, para implantar um conjunto de soluções para resolver esses problemas em Manaus. Esse estudo técnico, de maneira aprofundada, vai mostrar onde estão os gargalos de trânsito, os horários que eles são formados e como podem ser resolvidos. Assim, saberemos se podemos utilizar semáforos inteligentes em alguns locais que possam controlar o trânsito, se podemos mudar algumas vias em direção. Novamente,  somos gestores, então nosso foco é resolver os problemas. Queremos olhar os problemas e encontrar soluções adequadas para eles. 

    EM TEMPO: Até hoje ainda existem bairros que têm muita dificuldade em questão de ter água em casa. Há alguma proposta em relação a esse problema?

    Eduardo Costa: Isso também é responsabilidade da concessionária, que cuida do esgoto e da água. A água possui uma situação um pouco melhor, em termos de porcentagem, do que o esgoto, mas ainda realmente está muito aquém do que Manaus merece e precisa. Da mesma maneira que vamos cobrar o esgoto, vamos cobrar água encanada dos responsáveis pelo serviço. Existem muitos canos de água enterrados, que a concessionária hoje não sabe nem onde é que está. As coisas foram feitas nas pressas nas últimas décadas, a situação é um problema complexo de ser resolvido. Mas com gestão e acompanhamento do contrato da concessionária é possível de resolver. A expectativa é que em 2030, nós tenhamos 99% de cobertura de água aqui em Manaus, que é o que prevê o Marco Legal do Saneamento, aprovado em 2019. 

    Uma das principais propostas do candidato ao turismo e geração de empregos é a construção de um teleférico sob o Encontro das Águas
    Uma das principais propostas do candidato ao turismo e geração de empregos é a construção de um teleférico sob o Encontro das Águas | Foto: Lucas Silva

    EM TEMPO: Há algum assunto que o candidato gostaria de destacar?

    Eduardo Costa: Nós temos o projeto da criação da Orla da Ponta Branca. Nós temos a Ponta Negra, na Zona Oeste, a nossa intenção é criar a orla da Ponta Branca, na Zona Leste, que ficaria no Puraquequara, em frente ao Encontro das Águas. É possível fazer essa orla, vamos desenvolver um vetor de desenvolvimento imobiliário. Criar um teleférico da orla da Ponta Branca, passando por cima do Encontro das Águas, até o outro lado da margem. Queremos desenvolver essa área, gerar um bom desenvolvimento urbano naquela região e as Zonas Leste e Norte terá uma via para lazer para se divertir e para passear no final de semana perto.

    Confira a entrevista completa:

    | Autor:
     

    Leia mais:

    Romero destaca projetos para modernização e urbanização de Manaus

    Romero Reis propõe "vale creche" de R$ 511 para educação em Manaus