Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Envolvido em latrocínio de estagiário do Inpa é executado em Manaus

    Leonardo já havia sido preso em outubro de 2018, por envolvimento no latrocínio do estagiário

    Leonardo (à esquerda) morreu neste sábado (18) | Foto: Divulgação

    Manaus - Leonardo Gabriel Pedrosa de Aguiar, 21 anos, foi assassinado na tarde deste sábado (18) quando fazia entrega de pães em um mercadinho, localizado na rua Ouro Preto, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. Ele havia sido preso em outubro de 2018, por envolvimento no latrocínio do estagiário Jobson Franco da Costa, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), ocorrido em julho do mesmo ano.

    Conforme a polícia, Leonardo foi surpreendido por um grupo criminoso, que estava em um carro, de características não informadas. Não há informações sobre a quantidade de suspeitos.

    “O pai tem uma padaria e ele fazia entregas para outros estabelecimentos. Ele estava de serviço quando aconteceu o crime”, contou um policial, que pediu anonimato.

    Leonardo foi atingido com dois tiros no abdômen e um no rosto. Foi socorrido pelos familiares e levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Coroado, mas chegou morto na unidade de saúde.

    Uma equipe da 11ª Companhia Interativa da Polícia Militar (Cicom) atendeu a ocorrência, mas não conseguiu localizar nenhum dos suspeitos.

    A motivação e autoria do assassinato de Leonardo devem ser investigadas pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Latrocínio do estagiário

    O estagiário do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), identificado como Jabson Franco da Costa, morreu após ser baleado no peito por assaltantes, na noite do dia 31 de 2018, em uma parada de ônibus, nas proximidades da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), na avenida André Araújo, no Aleixo. Ele foi baleado após levantar as mãos e pedir que os assaltantes não levassem o aparelho celular.