Fonte: OpenWeather

    Moto Honda da Amazônia


    Moto Honda prorroga pausa na produção da fábrica de Manaus

    Fabricante Moto Honda amplia suspensão das atividades por mais uma semana devido à pandemia do novo coronavírus

    A Moto Honda da Amazônia prorrogou o o período de suspensão das atividades produtivas devido ao impacto da pandemia da Covid-19.
    A Moto Honda da Amazônia prorrogou o o período de suspensão das atividades produtivas devido ao impacto da pandemia da Covid-19. | Foto: Divulgação

    MANAUS (AM) - A fábrica de motocicletas da Honda no Brasil, localizada em Manaus (AM), decidiu prorrogar por mais uma semana o período de suspensão da produção, em razão dos impactos da pandemia do novo coronavírus. O retorno, que antes estava previsto para 13 de abril, passou para o dia 20.

    “Para essa decisão, a empresa considerou a saúde e segurança dos colaboradores, o agravamento na disseminação do novo coronavírus na cidade de Manaus e os impactos da pandemia no mercado de motocicletas”, explica a nota da empresa, enviada à imprensa.

    As atividades produtivas da unidade fabril, localizada em Manaus (AM), foram suspensas a partir de 27 de março, em função dos impactos da pandemia do Covid-19. O retorno era previsto para o dia 13 de abril, porém foi postergado para 20 de abril. A decisão prioriza a segurança e saúde das pessoas.

    Confira o comunicado oficial da Honda:

    "A Moto Honda da Amazônia informa que está prorrogando o período de suspensão das atividades produtivas da fábrica de Manaus devido ao impacto da pandemia da Covid-19. O retorno da produção, previsto para o dia 13 de abril, foi postergado para 20 de abril.

    Para essa decisão, a empresa considerou a saúde e segurança dos colaboradores, o agravamento na disseminação do novo coronavírus na cidade de Manaus e os impactos da pandemia no mercado de motocicletas.

    Os colaboradores permanecem em férias coletivas. Parte do grupo que desempenha atividades administrativas segue em regime de Home Office. Para as atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância, será mantido um contingente mínimo de colaboradores, com as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades para proteger as pessoas e conter a disseminação do vírus.

    A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços da Covid-19. Dessa forma, contribui para que as condições de vida e da indústria de motocicletas, que vinha registrando crescimento e investimentos, retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível."

    Respiradores

    Em linha com a mobilização global para combater os efeitos da pandemia da COVID-19, a Moto Honda da Amazônia assinou no dia 3 de abril, um termo de cooperação técnica para o desenvolvimento de protótipo de respiradores artificiais com o Governo do Amazonas e a Universidade do Estado do Amazonas.

    O desenvolvimento do protótipo, que terá início ainda no mês de abril, faz parte de um projeto conjunto para contribuir com o serviço de saúde do estado, que se prepara para o potencial aumento de ocorrências de transtorno respiratório causados pela COVID-19.

    Sob o acordo, o grupo trabalhará com o intuito de viabilizar um protótipo de respiradores de transporte, utilizado em pacientes que necessitam de suporte respiratório temporário ou enquanto são deslocados em curtos e médios trajetos.

    Um grupo de trabalho foi formado por engenheiros da Moto Honda, em parceria com pesquisadores da Universidade do Estado do Amazonas.

    "É uma grande honra poder contribuir positivamente com a sociedade nesse período extremamente desafiador. A equipe de trabalho está engajada em absorver todo o conhecimento técnico sobre esses equipamentos e, claro, poder agregar o conhecimento da Moto Honda no desenvolvimento e fabricação de motocicletas para gerar uma contribuição efetiva à sociedade. Não é a nossa expertise desenvolver respiradores, mas tratando-se de uma causa tão nobre, empenharemos todos nossos esforços para a concretização desse projeto", afirmou Julio Koga, Vice-presidente Industrial da Moto Honda da Amazônia.