Fonte: OpenWeather

    Sexo falado


    Barulhos na transa: até quando a comunicação é importante?

    Pesquisa aponta os ruídos sexuais mais excitantes na hora do sexo

    O sexólogo explica que gemer ou a falar durante o sexo mostra que a pessoa tem domínio do corpo | Foto: Reprodução

    Manaus - O ato sexual não se resume somente à penetração. Envolve toque, fala, contato e principalmente estímulo. A comunicação na hora do sexo é importante para deixar claro as preferências do parceiro. De acordo com sexólogos, os gemidos dão essa resposta ao mesmo tempo que excita e provoca o (a) companheiro (a).

    Uma pesquisa realizada pelo site adulto Vivalocal fez um levantamento dos ruídos sexuais que mais levam ao orgasmo e também dos mais temidos. Para mais de 60% dos entrevistados, a frase mais instigante para ajudar a chegar ao ápice do prazer é “Não para!”.

    Tanto para homens quanto para mulheres, o estudo revelou que o som mais excitante durante uma transa é o gemido, sendo 34% para as mulheres e 32% para os homens. Em seguida vem a respiração pesada (20% para as mulheres e 18% para os homens) e as conversas eróticas (18% mulheres e 16% homens).

    Por outro lado, o vencedor como som mais desestimulante no sexo é a ausência dele. Ou seja, o famoso silêncio constrangedor é temido por 20% das mulheres e 23% dos homens durante uma transa.

    Mas por que gemidos são tão excitantes?

    De acordo com o sexólogo Sebastião Nascimento, nas mulheres, o gemido ocorre por se sentirem entregues
    De acordo com o sexólogo Sebastião Nascimento, nas mulheres, o gemido ocorre por se sentirem entregues | Foto: Reprodução

    A resposta dessa pergunta é diferente para os dois sexos. De acordo com o sexólogo Sebastião Nascimento, nas mulheres, o gemido ocorre por se sentirem entregues ou por aliviarem a dor que é estimulada durante o prazer.

    Os homens geralmente, segundo o especialista, só costumam gemer durante ou antes da ejaculação, que gira em torno de sete segundos. “Isso ocorre porque eles se sentem dominadores ou dominados.  Alguns homens são silenciosos, mas não é muito comum”.

    O sexólogo explica que gemer ou a falar durante o sexo mostra que a pessoa tem domínio do corpo e das duas habilidades sexuais, tendo mais autoconfiança, sem medo de julgamentos.

    O que as pessoas gostam de escutar?

    O sexólogo explica que gemer ou a falar durante o sexo mostra que a pessoa tem domínio do corpo
    O sexólogo explica que gemer ou a falar durante o sexo mostra que a pessoa tem domínio do corpo | Foto: Reprodução

     “Gemidos são o dialeto do sexo, todo mundo tem o seu próprio repertório, mas todo mundo se entende” explicou o sexólogo. Segundo o especialista os repertórios sexuais mais comuns são xingamentos, algo que lembre perversidade e obscenidades e os mais estranhos são falas que relembrem o divino, como "Meu Deus", "Jesus". 

    Diversos são os exemplos de sons durante o sexo como: o susto com gritos inesperados, ou ser ouvido pelo condomínio no auge do prazer, transar com alguém que não emite som algum, ou ainda aqueles que gemem alto demais, ou em outra língua ou que narram a transa toda.

    A sexóloga Neyla Silveira (@amorsexoeafinss), diz que em geral (mas não é uma regra) os homens emitem ruídos mais altos e graves, o que remete à força e virilidade. “As mulheres são representadas pelos gemidos e gritos, mas isso não é uma constante e nem podemos dizer que a falta de ruídos é falta de prazer”.

    Mulheres gostam de ouvir

    A rede social adulta Sexlog ouviu 550 usuárias sobre o tema e descobriu que 84% delas adoram ouvir palavras realmente “sacanas” entre quatro paredes – incluindo alguns xingamentos –, enquanto 16% preferem receber elogios e declarações românticas. Apenas 10% das participantes afirmaram gostar de sexo em silêncio.

    Para 30% dos participantes, ouvir algo como “vamos mais forte” aumenta o tesão. Logo em seguida na preferência, com 27%, estão expressões que soam como “eu quero você agora”; outros 23% revelaram gostar de ouvir “estou sentindo você bem forte”. Por fim, eles também apreciam elogios sobre o tamanho do pênis e outras partes do corpo. 

    Dicas dos especialistas

    Para os homens uma boa dica é descrever a cena sexual, as partes do corpo da parceira ou falar sacanagens no ouvido. Descrever carícias e detalhar a transa podem ser excitantes e estimulam a criatividade.

    Já para as mulheres, é importante que elas ajudem o parceiro descrever em detalhes onde elas gostam de serem tocadas e de que forma.  “Use uma frase que mostre que está entregue ao sexo como ‘Sou sua’, ‘Pode fazer o que você quiser’ e até provocações como ‘Mais forte’.

    Depoimentos

    “Gosto quando minha namorada geme alto ou grita na hora do sexo” – Bruno (nome fictício), 24 anos.

    “Gosto de ver o rosto da minha namorada sendo dominada e gritando de prazer, isso me excita e vejo que ela está satisfeita. Faço de uma forma mais violenta até ela chamar meu nome, isso faz me sentir um homem potente”, compartilha

    “Minha pior experiência sexual foi com um cara que não emitia nenhum som” – Fernanda (Nome Fictício), 22 anos.

    “Eu estava me esforçando, fingia que estava gemendo e ele continuava com a mesma cara como se tivesse assistindo televisão, nem na hora do orgasmo ele não soltou nenhum som. Com esse sexo mudo, eu não senti que foi um sexo bom, ele me ligou depois, mas eu não atendi”, revela.

    Leia Mais

    Traição virtual assombra casais na quarentena em Manaus

    Secreção na calcinha? Saiba oque pode ser

    Anitta Grey? Cantora temquarto do sexo e Gkay mostra tudo