Fonte: OpenWeather

    Hiperconvivência


    Confira dicas de como manter o relacionamento durante a quarentena

    O isolamento social representa um desafio tanto para casais que passaram a conviver 24 horas sem interrupção quanto para aqueles que agora estão separados

    Quarentena muda a rotina de relacionamentos amorosos em Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus - Em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), cuidar da saúde sempre será prioridade. Mas há outros cuidados que também não pode passar despercebidos para quem vive sob o mesmo teto ou não. Um deles é a vida conjugal dos casais, sejam noivos, namorados ou casados.

    Os casais brasileiros relatam dúvidas nas redes sociais sobre como lidar com os problemas decorrentes da quarentena. Apesar do amor, a convivência 24h por dia e a falta de contato com outras pessoas têm criado desafios para os relacionamentos. 

    Se a quarentena já é difícil para quem precisou paralisar todas as atividades do dia a dia, imagina para aqueles que estão em um relacionamento e foram obrigados a deixar de se ver. Não importa o tempo de namoro, para alguns casais o mais difícil do isolamento é não poder passar o tempo juntos.

    Para saber quais “estratégias” podem ajudar a diminuir a saudade, sem riscos de contágio, o Portal EM TEMPO conversou com alguns casais e quer saber: o que fazer para manter um relacionamento em época de pandemia do coronavírus?

    Lucila Carvalho, 24 anos, e o namorado Daniel Lima, de 27 anos, estão noivos há pouco mais de um ano. Quando a quarentena restringiu os dois de se verem, a preocupação maior não foi nem pela privação de contato físico ou conversas que agora são apenas pelo celular. Daniel tem bronquite, doença respiratória que o coloca no grupo de risco e aumenta ainda mais os cuidados durante o isolamento.

    “A gente não está se vendo e eu sei que é ainda mais perigoso no nosso caso. Ele começou a quarentena antes de mim, eu continuava indo trabalhar.  Passei a ficar em casa e, desde então, não o vi mais. A gente sente falta, claro. É difícil ficar sem vê-lo," explicou Lucila Carvalho.

    Como enfrentar a quarenta em casal
    Como enfrentar a quarenta em casal | Foto: Divulgação

    Ana Gadelha, 20 anos, e Erison Alexandre, 21 anos, namoram há mais de dois anos. Tentam encontrar a melhor dinâmica para lidar com a situação.

    "No caso, tanto ele quanto eu, ainda passamos bastante tempo trabalhando, então metade do dia a gente foca nisso. Os momentos que ficamos normalmente assistimos filmes, séries, ou praticamos exercícios. Apesar de estar o tempo todo no mesmo lugar, a gente ainda tenta reservar a individualidade de cada um, por exemplo, eu gosto muito de ler sozinha, então ele me dá meu espaço para isso, enquanto eu dou espaço para ele estudar e jogar. Ficar praticamente 'presos' juntos pode ser uma situação desconfortável para casais que normalmente não tem uma boa sintonia, mas para quem tem uma rotina, intimidade e busca se manter ocupada, se torna mais agradável," enfatizou Ana Gadelha.

    Já  casal de noivos Bruna Oliveira, 25 anos, e Gabriel Rocha, 23 anos, está evitando sair para lugares públicos e está aproveitando o máximo de tempo para planejar os preparativos do casamento."

    Como ainda não moramos juntos estamos alternando entre as casas. Durante a quarentena estamos evitando sair para locais públicos. No nosso caso, estamos aproveitando para aprender a cozinhar, assistir filmes e descansar também, já que os dois permanecem trabalhando e estudando. Evitamos o desgaste e as brigas alternando o gosto, cada dia um escolhe o que vamos fazer enquanto estamos juntos. Um dia sou eu quem escolhe o filme, outro dia ele quem escolhe qual a receita que vamos testar e assim vai. Como pretendemos casar ano que vem está sendo ótimo também para planejar e fazer pesquisas juntos. O nosso gosto é bem parecido, somos bem caseiros e gostamos de fazer as coisas juntos."

    O que diz a especialista 

    A situação que estamos passando atualmente é completamente nova. Por isso, a psicóloga Tayllene  Campos destaca que esse momento causa muita ansiedade nas pessoas e pode acabar refletindo nos relacionamentos interpessoais

    "Para evitar brigas desnecessárias, cada um deve ter o seu espaço. Visto que com o isolamento social, a rotina do casal também muda, altera-se também as emoções e isso pode afetar o relacionamento. Por isso, conversar com o parceiro apontando como está se sentindo é uma dica muito boa,," disse a psicóloga.

    A psicóloga Thayllene Campos aconselha aos casais para evitar brigas desnecessárias
    A psicóloga Thayllene Campos aconselha aos casais para evitar brigas desnecessárias | Foto: Divulgação

    Nesse cenário, ocorrências pequenas do dia a dia, como a louça que não foi lavada ou a tampa do vaso levantada, acabam se tornando mais importantes. Além disso, essas desavenças podem trazer à tona problemas que não foram resolvidos no passado agravando a situação. Esse contexto se torna ainda pior quando as pessoas estão dividindo um ambiente sem delimitações de espaços pessoais. "Ajudar um ao outro também faz parte. Cada um fazendo sua parte dentro de casa é algo que facilita muito para que evite brigas desnecessárias."

    A psicóloga lembra que  passar um tempo sozinha e ter seu próprio espaço não quer dizer gostar menos de alguém. Principalmente lidando com a atual pandemia, cuidar de si mesmo, da sua saúde física e mental, faz parte do cuidado com o outro.

    "Buscar fazer o que se gosta. Estipular um dia para fazer o que você gosta dentro de casa, seja com seu parceiro ou não (ler, assistir filme ou série, cozinhar, fazer uma atividade física em casa)," ressalta Tayllene Campos.

    "Cuidado com muitas informações. Informações e notícias a todo momento sobre o coronavírus, pode afetar a saúde mental do casal e consequentemente o relacionamento. Por isso, evite o consumo de notícias, se limitem a ler informações somente 1 vez no dia," completou a psicóloga.