Fonte: OpenWeather

    +18 grátis


    Sexy Hot liberado e Pornhub grátis: dicas para aproveitar o isolamento

    O site Brasileirinhas - maior e mais antiga produtora de filmes eróticos do país - está registrando o dobro de assinaturas diárias habituais desde o início do isolamento social - houve uma média de 312 assinaturas diárias esta semana

    | Foto: Reprodução

    Manaus - O canal Sexy Hot e o site Pornhub disponibilizam alguns conteúdos gratuitamente para entreter você, que está cumprindo o período de isolamento social devido ao risco de contaminação do novo coronavírus. 

    O canal de televisão brasileiro Sexy Hot anunciou que vai liberar, por tempo indeterminado, dez filmes gratuitos no site oficial, além de nove produções de longa e curta duração na plataforma Video on demand (VOD), das operadoras de TV por assinatura. As produções duram entre 10 e 90 minutos e estão disponíveis na categoria “Fique em Casa”, nas duas plataformas.

    O canal de televisão brasileiro SexyHot liberou o acesso a 19 títulos no total, com o intuito de manter os brasileiros em casa
    O canal de televisão brasileiro SexyHot liberou o acesso a 19 títulos no total, com o intuito de manter os brasileiros em casa | Foto: Reprodução

    Já o site Pornhub, um dos maiores no mundo adulto, liberou a assinatura do plano premium gratuitamente, exigindo apenas que seja feito um login para ter acesso aos produtos. O site já havia anunciado a liberação para países afetados pelo Covid-19 anteriormente, como Portugal, Itália e Espanha.

    Antes de concluir a assinatura, o Pornhub recomenda: "eu aceito me auto-isolar e curtir os vídeos Premium de graça", ou "eu não posso me auto-isolar, mas prometo lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações".

    O site Pornhub disponibiliza contas premium gratuitamente com categorias direcionadas às mulheres
    O site Pornhub disponibiliza contas premium gratuitamente com categorias direcionadas às mulheres | Foto: Reprodução

    A estratégia é semelhante a que já vem sendo feita por canais de assinatura e serviços de streaming, como o Globoplay, Amazon Prime e a Netflix, por exemplo. O Pornhub disponibilizou um especial de dados sobre consumo na época de coronavírus, onde mostra um aumento diário nos acessos, no Brasil e no mundo.

    O site Brasileirinhas - maior e mais antiga produtora de filmes eróticos do país - está registrando o dobro de assinaturas diárias habituais desde o início do isolamento social - houve uma média de 312 assinaturas diárias na semana. Até a terça-feira da última semana, conforme a produtora informou ao UOL, esse número passou para mais de 600.

    Masturbação

    A masturbação é tida, nos dias atuais, como uma fonte de inúmeras possibilidades de autoconhecimento e prazer, além de ser uma forma de descobrir limites e potencialidades do corpo e estimular a autoestima
    A masturbação é tida, nos dias atuais, como uma fonte de inúmeras possibilidades de autoconhecimento e prazer, além de ser uma forma de descobrir limites e potencialidades do corpo e estimular a autoestima | Foto: Reprodução

    O que até pouco tempo era dito como exclusivo do universo masculino, a masturbação tem feito cada vez mais parte do dia a dia também das mulheres. De acordo com o levantamento feito pela rede social Sexlog, 41% das mulheres que utilizam a plataforma relataram se masturbar todos os dias.

    Para quem não gosta do formato tradicional dos conteúdos pornográficos, existem diversas categorias de pornôs tidos como "female friendly", ou direcionados às mulheres, que - na teoria - são feitos de forma mais humanizada, com preocupações com o prazer feminino e narrativas "mais complexas". Eles estão disponíveis na categoria "Popular entre as mulheres", no Pornhub.

    A masturbação é tida, nos dias atuais, como uma fonte de inúmeras possibilidades de autoconhecimento e prazer, além de ser uma forma de descobrir limites e potencialidades do corpo e estimular a autoestima.