Fonte: OpenWeather

    Previdência


    ‘Cavalo de pau com um navio’, diz Arthur, sobre Previdência municipal

    Virgílio disse que encontrou a Previdência com um déficit superior a R$ 3 bilhões e está deixando o governo com um superávit que ultrapassa R$ 1 bilhão

    O passo fundamental para o equilíbrio das contas do município foi tornar a Manaus Previdência um órgão com autonomia administrativa | Foto: Mário Oliveira/Semcom

    Manaus - O cavalo de pau é uma manobra que consiste em uma freada brusca e uma guinada no volante fazendo o veículo dar uma meia volta completa. Agora mais difícil ainda é fazer isso com um navio. E foi essa comparação que o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, usou para definir a virada que a Previdência municipal deu em seus quase oito anos de gestão.

    Encerrando o segundo mandato em dezembro de 2020, Virgílio disse que encontrou a Previdência com um déficit superior a R$ 3 bilhões e está deixando o governo com um superávit que ultrapassa R$ 1 bilhão na carteira de investimentos previdenciários e o reconhecimento nacional de melhor Previdência do país. 

    Para o chefe do Executivo municipal, o passo fundamental para o ajuste fiscal e equilíbrio das contas do município foi tornar a Manaus Previdência um órgão com autonomia administrativa, onde o mandato do Conselho Diretor não coincide com o mandato do prefeito, evitando uma troca política na direção do órgão a cada troca de governo. 

    “Nossa Previdência está equilibrada e segura. Demos um cavalo de pau com um navio", disse Arthur
    “Nossa Previdência está equilibrada e segura. Demos um cavalo de pau com um navio", disse Arthur | Foto: Mário Oliveira/Semcom

    “Nossa Previdência está equilibrada e segura. Demos um cavalo de pau com um navio. Foi difícil, foi pesado, mas conseguimos virar, demos a volta por cima. Demos autonomia para a Manaus Previdência trabalhar sem interferência política, priorizando o futuro dos nossos aposentados e servidores, que ainda vão se aposentar", disse o prefeito.

    "Saímos de déficit de R$ 3 bilhões e depois de muito trabalho, ajuste na gestão, aplicação de recursos em fundos rentáveis e a dedicação de uma equipe qualificada da Manaus Previdência, estamos entregando uma prefeitura com um superávit em mais de R$ 1 bilhão na nossa Previdência”, ressaltou ainda Vírgilio. 

    Caminho da evolução 

    De acordo com a diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Banayon, a mudança começou no primeiro ano de gestão do prefeito Arthur Neto, em 2013, quando a equipe da Manaus Previdência começou a trabalhar com metas a serem alcançadas gradativamente.

    “Diante da realidade, bem diferente do que gostaríamos, decidimos que íamos trabalhar para que a Manaus Previdência se certificasse na ISO, uma certificação de qualidade. Seguimos trabalhando e conseguimos a certificação na NBR ISO 9001:2008 em 2016, no mesmo ano que alcançamos o 7º lugar no Prêmio de Boas Práticas de Gestão Previdenciária (Aneprem)”, destacou Benayon. 

    No ano seguinte, em 2017, Manaus começou a ter seu trabalho reconhecido nacionalmente, foi quando recebeu o prêmio como Melhor Capital em Gestão Previdenciária, concedido pela Associação Nacional das Entidades de Previdência de Estados e Municípios (Aneprem).

    Recebeu, também, o Prêmio Destaque, na categoria “Gestão - 250 pontos’’, do Prêmio Qualidade Amazonas, da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (PQA - Fieam).

    Além de despontar como referência nacional em boa governança, conforme a banca julgadora da 18ª Mostra de Gestão e Melhorias para a Qualidade do PQA-Fieam, e foi citada como referência em estrutura organizacional, tida como modelo a ser seguido pelas demais entidades de Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do Amazonas, no relatório da “Força-Tarefa” instaurada pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) e pelo Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC-AM).

    Ainda segundo Daniela Benayon, em 2015 começou uma estruturação na instituição visando o Pro-Gestão, programa da Secretaria de Previdência, do governo federal, que busca identificar regimes que trabalham de acordo com as melhores práticas de gestão previdenciária.

    “Começamos essa movimentação em 2015, mas foi em 2018 que o prefeito Arthur assinou um termo de adesão ao Pró-gestão junto ao governo federal, então nos adequamos, vimos que atendíamos todos os requisitos para o nível 2, e fomos em busca de conseguir o nível 3. Traçamos esse objetivo e conseguimos concluir todos os requisitos, alcançando o nível 3 em 2019”, contou a diretora-presidente. 

    Ainda em 2018, Manaus manteve a Certificação ISO e atualizou para versão 9001:2015
    Ainda em 2018, Manaus manteve a Certificação ISO e atualizou para versão 9001:2015 | Foto: Mário Oliveira/Semcom

    Ainda em 2018, Manaus manteve a Certificação ISO e atualizou para versão 9001:2015, além de ser apontada como modelo de gestão pela Câmara Técnica de Normas Contábeis e de Demonstrativos Fiscais da Federação, ligada à Secretaria do Tesouro Nacional.

    Investimento interno 

    Para o superintendente de investimentos e presidente do Comitê de Investimentos (Cominv) da Manaus Previdência, Flávio Castro, outro ponto importante para a evolução do trabalho da autarquia foi o investimento interno em profissionais da própria Manaus Previdência, que foram se qualificando, a ponto de não depender de consultorias externas. 

    “Incentivamos nossos profissionais a participarem de congressos, videoconferências, trouxemos grandes economistas, gestores de fundo de investimentos para reuniões, para trocar experiências, e chegamos a um nível de conhecimento sem precisar contratar uma consultoria, investimos nos membros do nosso comitê”, contou Flávio, ressaltando o apoio dado pelo prefeito de Manaus.

    “A visão de Previdência que o prefeito Arthur Virgílio tem é uma visão singular no país, ele é muito preocupado com isso, sabe da importância da Previdência não só para os servidores ativos, mas para toda a sociedade, pois daqui saem os documentos que garantem à prefeitura acesso a financiamentos bancários e operações de créditos em bancos internacionais. Agradeço ao prefeito por essa autonomia, que foi fundamental para a continuidade do nosso trabalho”, concluiu. 

    Em 2019, a Previdência de Manaus conquistou a Certificação Pró-Gestão no Nível III, sendo o primeiro RPPS do norte a alcançar tal feito. Também alcançou o 1º lugar no Prêmio “Destaque Brasil de Responsabilidade Previdenciária” – categoria 5, da Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais (Abipem), em que concorreram os entes com mais de 7.001 segurados.

    Alcançou ainda em 2019, o 2º lugar no 10º Prêmio de Boas Práticas de Gestão Previdenciária – na modalidade Inovação, da Associação Nacional de Entidades de Previdência de Estados e Municípios (Aneprem) com o projeto “Pensando o Futuro”.

    E recebeu também a recomendação da Manutenção da Certificação NBR ISO 9001:2015 – O que assegura a continuidade dos processos de gerenciamento da qualidade.

    A NBR ISO 9001 é a versão brasileira da norma internacional ISO 9001, aprovada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e estabelece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) das organizações, com o objetivo de comprovar a sua capacidade em fornecer produtos e serviços que atendam às necessidades de seus clientes e partes interessadas e aos requisitos legais e regulatórios aplicáveis, aumentando assim a satisfação do cliente por meio de melhorias de processo e avaliação da conformidade.

    Durante o processo de estruturação da Manaus Previdência, Marcelo Magaldi, hoje secretário municipal de Saúde, passou pela direção da autarquia entre os anos de 2014 e 2017, e participou do projeto de virada previdenciária de Manaus.

    “O prefeito Arthur encontrou uma Previdência com mais de R$ 250 milhões aplicados em recursos em 16 fundos problemáticos, os chamados ‘fundos podres’, que causavam problemas para a gestão. Desde então, foi feito todo um trabalho de recuperação, mudamos a natureza jurídica, que passou a ser uma autarquia, recursos foram investidos em fundos rentáveis e virou uma referência para todo o Brasil", contou  Magaldi.

    "Tenho muito orgulho de ter participado de uma Previdência que saiu de um déficit de R$ 3 bilhões, para ter um superávit com mais de R$ 1 bilhão, garantindo assim a aposentadoria e as pensões dos nossos servidores. Toda equipe e a gestão do prefeito Arthur está de parabéns”, revelou ainda o secretário. 

    A secretária Municipal de Finanças (Semef), Mariza Gentil, também destacou a evolução da Manaus Previdência como órgão autônomo. “O bom trabalho executado na Manaus Previdência reflete diretamente nos investimentos no município.

    O reconhecimento por órgãos nacionais nos possibilita a ter mais frentes para investimentos, que resulta em mais obras e mais ações voltadas para o desenvolvimento da nossa cidade e a qualidade de vida da população”, destacou a secretária. 

    Referência nacional 

    Manaus passou a ser referência nacional ainda em 2019, quando atingiu o nível 3 em Pró-Gestão, mas em 2020, a referência foi consolidada ao ser a primeira capital do país a receber a certificação Nível 4, recebendo 5 Boas Práticas de Gestão (BPGs).

    Ainda neste ano, Manaus alcançou o 1º lugar no Prêmio “Destaque Brasil de Investimentos” – categoria 3, da Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais (Abipem), em que concorreram os entes com mais de 5.000 ativos. O resultado comprova que a Manaus Previdência se consolida como Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), referência nacional em gestão de recursos.

    “É por resultados como esse que a Prefeitura de Manaus é referência nacional em gestão e administração de recursos. Tenho orgulho do trabalho que fizemos. Os prêmios atestam o excelente trabalho desenvolvido pela equipe da Manaus Previdência, que hoje recebe, consecutivamente, reconhecimento pela gestão de excelência. Recentemente, ganhamos a certificação Nível IV do Pró-Gestão, a única capital do país a alcançar a marca e, agora, ganhamos mais um importante prêmio nacional, um trabalho, merecidamente, reconhecido”, concluiu o prefeito Arthur Virgílio Neto.

    *Com informações da assessoria

    Veja mais:

    Amazonas conquista prêmio nacional de responsabilidade previdenciária

    Amazonprev mantém liderança em ranking nacional de melhor Previdência

    Manaus alcança nível máximo em gestão previdenciária