Fonte: OpenWeather

    Oração


    Deus está aqui

    A grande resposta que Deus nos deu para o sentido do sofrimento foi a Cruz de Jesus. Ele veio e assumiu nossas dores tornando-as suas. A fé nos diz que Ele está aqui conosco

     

    | Foto: Divulgação

    Conforme o tempo vai passando, a pandemia mostra-se a cada dia com força renovada, tanto que o nosso medo aumenta. A cada dia mais e mais pessoas estão sendo infectadas. A vacina não vem e a possibilidade de passar por ela ilesos parece ficar mais distante. Só nos resta rezar. Mas parece que Deus se esqueceu de nós. Perdemos gente por quem oramos longamente, em comunidade e que tínhamos certeza de que Deus ouviria as nossas preces. Rezamos então com o salmista: parece que a mão de Deus não é mais a mesma. Parece que Ele se esqueceu de nós. Ou será que ele se importa com o nosso sofrimento? Onde está o Deus misericordioso? São perguntas que nós fazemos sempre que o sofrimento bate a nossa porta e que precisamos responder.

    A grande resposta que Deus nos deu para o sentido do sofrimento foi a Cruz de Jesus. Ele veio e assumiu nossas dores tornando-as suas. Uma reflexão sobre a cruz de Jesus na nossa vida nos ajudará a compreender o mistério do sofrimento. Assumir o caminho de Jesus é assumir o caminho da cruz que é o caminho da humanidade. A humanidade é imperfeita e essa imperfeição se manifesta de diversas formas, as doenças sendo a principal delas. Há doenças que dão mais trabalho que outras. Mas a humanidade tem a possibilidade de vencer estas doenças.

    Acreditamos que Deus intervém na História através do seu Espírito. Por isto, o Espírito sabe como rezar. Nós temos uma visão parcial da realidade. Deus tem uma visão global. Nós pedimos ao Espírito Santo que nos ilumine para que tenhamos o olhar de Deus sobre a realidade. Não procuramos solução fácil para nossos problemas e podemos reclamar com Deus a forma que ele nos trata. Mas a fé nos diz que Ele está conosco. Talvez esteja dormindo, como Jesus dormia na barca no meio da tempestade. Quem sabe ele está purificando nossas mentes e corações para que os sobreviventes sejam mais humanos e cuidem melhor da casa comum. Talvez Ele esteja querendo reavivar na Igreja a fé na ressurreição da carne, que relativiza bastante a nossa vida neste mundo. Os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, diz o Senhor. Talvez nós só entendamos isto: que nada podemos entender. Aqui se trata da penumbra da fé.

    Mas a quem iremos nós? Só Ele tem Palavras de vida eterna. Continuemos a rezar os salmos. É a oração da Igreja. Foi a oração de Jesus. Continuemos a celebrar a Eucaristia, sinal do Amor de Deus por nós. Sigamos a liturgia diária, mesmo que pareça distante o dia da libertação. Sintamos a realidade da Igreja rezando pelos falecidos. Plantemos árvores para enfeitar a terra com a nossa esperança de dias melhores que, com certeza, virão senão para nós, para outros que virão depois de nós. Façamos o que está ao nosso alcance para que as crianças que estão nascendo durante a pandemia tenham um mundo melhor para viver, um mundo mais de acordo com a vontade de Deus, a quem pedimos, venha a nós o vosso reino. O reino virá com a nossa ajuda ou não. Ele é dom de Deus para a humanidade redimida por Cristo.  Cristo que hoje e sempre é o vencedor.