Fonte: OpenWeather

    Espetáculo


    Pássaro interplanetário 'Menino TK' se apresenta em escolas de Manaus

    Todas as apresentações do espetáculo do Grupo Jurubebas de Teatro dispõem de tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais

    As apresentações gratuitas ocorrem sempre às 9h e às 14h | Foto: Divulgação

    Manaus- Pousando mais uma vez em solo manauara, o pássaro interplanetário chamado TK, que não tem asas, contará sua história por meio do espetáculo "Menino TK", do Grupo Jurubebas de Teatro, durante a 1ª Edição da Semana Altamente Recomendável à Infância nos dias 12, 14, 18, 19, 21 e 22 deste mês em escolas de Manaus. 

    As apresentações gratuitas ocorrem sempre às 9h e às 14h. O primeiro espaço a receber o espetáculo será a Escola Municipal Maria Rufina de Almeida, seguido pela Escola Estadual Cônego Azevedo, Escola Estadual Vicente Telles de Souza, CETI Eng. Prof. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, Escola Municipal Francisca Mendes e Escola Municipal Professora Percília do Nascimento Souza. 

    A pergunta usada como provocação no processo de criação da peça "Menino TK" foi: “Qual a coisa mais importante de sua vida?”. Contemplado pelo edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2018, da Prefeitura Municipal de Manaus, o espetáculo é inspirado em uma história real e apresenta as dores, os amores, a violência e a superação como proposta de construção dramatúrgica da vida do personagem, trabalhando a inclusão e acessibilidade de modo poético e criativo na forma de brincar, jogar e imaginar. 

    As crianças embarcarão na viagem e na história do passarinho. A peça apresenta uma vida de superação e resiliência, buscando entender qual a forma de ressignificar as limitações, trabalhar a inclusão e criando, assim, um ponto de vista diferente.

    Acessibilidade

    TK é um pássaro sem asas, um astronauta salvador e um amigo que propõe uma nova forma de voar. Felipe Maya Jatobá, autor e diretor da peça, afirma que “através da arte também é possível valorizar e reconhecer as diferenças, respeitando a diversidade humana e proporcionando acesso e inclusão de forma ampla e democrática”. Todas as apresentações dispõem de tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais.

    Protagonizada por Caio Muniz e Herberth Virgínio, a peça passou por um longo processo de amadurecimento e preparação para a circulação. Serão 10 escolas públicas que receberão em suas dependências o espetáculo infanto-juvenil, uma em cada zona da cidade, incluindo apresentações na zona ribeirinha e rural da cidade de Manaus – nomes das instituições serão divulgados em breve.   

    “A escola é o espaço ideal por ser o lugar para quebra de paradigmas e promoção de debates, o Plano Nacional de Educação já prevê uma educação inclusiva”, afirma Jatobá.  Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 23% da população de Manaus possui algum tipo de deficiência, são crianças, jovens e adultos que superam todas as dificuldades para lutarem por seus direitos e dos seus próximos.

    Papel fundamental

    O projeto "Voando Entre Planetas", que busca estimular a cadeia produtiva cultural e teatral da cidade difundindo para todas as zonas a linguagem teatral, tendo como público-alvo crianças com acesso à educação inclusiva, também teve papel fundamental para a construção de "Menino TK". A experiência de Felipe para a execução do projeto foi de fundamental importância para entender os desdobramentos logísticos que a cidade revela.

    Através do projeto Clowntidiano Para Além do Urbano, Felipe produziu a circulação de uma trupe de palhaços em escolas da zona Rural de Manaus. O projeto do Grupo Jurubebas, "Voando Entre Planetas", conta com produção de Vitor Figueiredo e Kirk Thiago Pedroso e será dividido em duas partes, com apresentação em escolas da zona urbana em 2019 e mais 4 comunidades da margem esquerda do rio Negro em 2020.

    *Com informações da assessoria