Fonte: OpenWeather

    Religião


    Grupo Semeando Gratidão realiza ação especial de natal em comunidade

    Décima primeira edição do projeto social vai desenvolver pela primeira vez uma ação na comunidade rural Nossa Senhora de Fátima

    A equipe de voluntários conhecidos carinhosamente de ‘Semeadores da Gratidão’ | Foto: Divulgação

    Manaus- O movimento do amor, solidariedade e conexão entre pessoas, realiza mais uma edição da ação social Semeando Gratidão, que há 3 anos acontece sem viés político e religioso levando diversão e educação para crianças e adolescentes do Estado do Amazonas.

    Em sua 11° edição o projeto social vai desenvolver pela primeira vez, uma ação pra lá de especial na comunidade rural Nossa Senhora de Fátima, no lago do Acajatuba, localizada no município de Iranduba. A atividade que pretende atender 300 crianças e adolescentes acontecerá no dia 21 de dezembro, de 9h até às 14h. Brinquedos, itens de higiene pessoal e roupas estão sendo arrecadados.

    A equipe de voluntários conhecidos carinhosamente de ‘Semeadores da Gratidão’, já atenderam cerca de 5 mil crianças e adolescentes. A escolha do local foi feita através de um convite especial da Assistente Social Audeniza Teles, 66, que realiza ação de natal há 20 anos na comunidade. O grupo abraçou a causa e já se prepara para realizar o especial de natal. 

    “Eu sinto uma grande alegria no coração e gostaria de agradecer a Deus e ao Semeando Gratidão, pelo apoio em realizar a festa de Natal das crianças. Desde que me mudei para a comunidade via as dificuldades que as famílias passam, e poder levar um dia de festa para eles é muito gratificante. Estou animada para esta edição junto ao grupo, será um dia inesquecível para todos que vão participar, um verdadeiro ato de amor e solidariedade”, diz a Audeniza.

    As brincadeiras escolhidas para o dia da ação têm como objetivo contribuir em vários aspectos do desenvolvimento infantil, tais como: aprendizagem, coordenação motora, cognição, socialização e principalmente oferecer muito amor e diversão para as crianças. O público poderá participar das oficinas de flauta doce, violão, jiu-jitsu, sessão de cinema e as novidades com o varal solidário, oficina de reciclagem e confecções de pipas. Também serão oferecidas atividades como pintura no rosto, torneio de futebol, brincadeiras recreativas, além do lanche especial e entrega de brinquedos.

    O grupo de voluntários estará realizando o ‘Varal Solidário’ para a comunidade,
    O grupo de voluntários estará realizando o ‘Varal Solidário’ para a comunidade, | Foto: Divulgação

    Para Alinne Silva, 26, Advogada e voluntária há 3 meses, participar de uma ação como as realizadas pelo Semeando Gratidão dá as crianças uma oportunidade de concretizar sonhos. "O Semeando Gratidão é uma união de forças, onde podemos ter a oportunidade de levar alegria e perspectivas para essas crianças. Nesta edição, além de levar brincadeiras educativas e oficinas, esperamos levar esperança e oportunidades de crescimento, e que os desafios encontrados pelo caminho sejam facilmente dissolvidos pela nossa energia e vontade de fazer o bem", diz Alinne.

    A idealizadora da ação social, a jornalista Fábia Lima, destaca a importância de chegar até a comunidade rural para atender 300 crianças e adolescentes. “É importante destacar que durante todas as atividades do grupo, não realizamos “caridade” e sim praticamos a solidariedade, é um olhar horizontal, respeitando a outra pessoa. Respeitar a outra pessoa e aprender com o outro. Quando a gente desperta entende o sentindo da vida, que somos bem mais que um corpo, já recebemos o chamado para uma vida mais consciente. Quem tem apenas aspirações pessoais jamais entenderá uma luta coletiva, não vivemos em uma ilha sozinhos. Nosso movimento é de alma, corpo e coração, sem pedir nada em troca. Mas se pudéssemos pedir algo, acreditem, seria justiça social”, explicou Fábia.

    Doações 

    Nesta edição o grupo de voluntários estará realizando o ‘Varal Solidário’ para a comunidade, a ideia da atividade é ressignificar peças usadas e em bom estado de conservação, a fim de chegar até pessoas que realmente necessitam de forma humanizada. No local haverá um espaço organizado com acessórios, calçados e roupas expostas, separadas por tamanhos e tipos de peças, masculinas, femininas e infantis, desta forma, oportunizar que elas possam escolher as peças que gostarem e lhes forem úteis.

    Com o tema “Doe o que puder, pegue o que precisar”, o grupo estará arrecadando até o dia (11). A organização do projeto também pede doações de brinquedos, lenço umedecido, fraldas descartáveis, pomada para assadura infantil, colônia infantil, que serão entregues na comunidade. As doações serão arrecadadas até o dia (17).

    *Com informações da assessoria